Conheça os benefícios do sono para a saúde

Dormir bem é um dos principais fatores que podem interferir na saúde, e conhecer os benefícios do sono é fundamental para aumentar a qualidade de vida e cuidar da saúde de quem amamos. 

Por isso, é essencial entender os impactos do sono no nosso cotidiano e quais hábitos devem ser adotados para promover mais saúde e bem-estar. 

6 benefícios do sono para a saúde!

        1. Redução do estresse 

Quando estamos estressados o nosso corpo produz a substância chamada adrenalina, que é responsável por manter a atenção aguçada e gerar maior energia. 

Quando a substância é produzida em excesso, ela pode trazer problemas para a saúde, como: 

  • Tensão muscular; 
  • Irritabilidade; 
  • Dores de cabeça; 
  • Insônia. 

Através do sono de qualidade a produção de adrenalina pode ser regularizada, equilibrando os níveis de energia do organismo e gerando mais tranquilidade. 

        2. Melhoria da concentração 

O nosso corpo funciona como a bateria de um celular, e o sono é o momento que ele utiliza para descansar e repousar física e mentalmente, reunindo energias para enfrentar um novo dia. 

Quanto mais cansados e privados de boas noites de sono, menor a nossa capacidade para nos mantermos ativos e focados, pois não estamos “carregados” o suficiente para a realização das atividades. 

       3. Ativação da memória 

O cérebro utiliza o sono para realizar a consolidação de aprendizados, fortalecendo a memória e enraizando as habilidades desenvolvidas durante o dia. 

Manter a saúde e qualidade do sono é um fator fundamental em qualquer estágio da vida, seja para aprender algo novo ou manter as lembranças e memórias vívidas na mente!

       4. Controle do apetite 

Quando dormimos mal não conseguimos fazer com que as atividades do nosso organismo sejam realizadas da melhor maneira, afetando o metabolismo e diminuindo a sensação de saciedade. 

É por isso que além da necessidade de buscar uma alimentação saudável, o estabelecimento de uma rotina de sono com qualidade possibilita a redução do apetite.

       5. Melhoria do desempenho físico 

A falta de boas noites de sono reduz os nossos níveis de energia e disposição. 

Assim, a qualidade do sono e o desempenho físico são fatores que possuem uma relação de contribuição direta: para alcançar mais e melhores resultados, o nosso corpo precisa estar descansado. 

       6. Rejuvenescimento da pele 

O termo “sono de beleza” não existe por acaso! 

Assim como outras práticas de saúde e alimentação, a manutenção de uma boa noite de sono estimula a produção de substâncias que atuam no rejuvenescimento da pele e renovação muscular, possibilitando maior elasticidade e evitando o surgimento de: 

  • Olheiras; 
  • Bolsas nos olhos; 
  • Inchaço; 
  • Rugas; 
  • Palidez. 

Para que esses benefícios sejam aproveitados da melhor forma, é preciso estabelecer hábitos que aumentem a qualidade do sono! 

Hábitos para ter uma boa noite de sono 

A insônia e a dificuldade em manter uma boa noite de sono interferem diretamente na nossa qualidade de vida. Por isso, existem algumas dicas que podem auxiliar a manter uma rotina de sono saudável. Confira! 

       1. Defina horários 

Em média, um adulto precisa dormir de 7h a 9h por dia para ser estabelecido um ciclo de descanso saudável e adequado para a reposição de energia.   

Para que isso seja possível, é preciso estabelecer uma rotina com horários para dormir e acordar. 

Uma boa dica é a utilização de alarmes que definam tanto o horário de repouso quanto para acordar, afinal de contas “dormir demais” também é uma prática que pode ser prejudicial à saúde! 

       2. Mantenha o ambiente escuro e livre de ruídos 

Durante a noite produzimos um hormônio chamado melatonina, que apresenta diversos benefícios: 

  • Possui ação antioxidante; 
  • Promove maior qualidade do sono; 
  • Reduz a acidez estomacal. 

A produção desse hormônio é ativada quando não existe a exposição à luminosidade e ruídos, por isso ele é conhecido como o “hormônio do sono”. 

Assim, para que os níveis de produção ideal de melatonina sejam mantidos, é preciso preparar o ambiente com alguns cuidados, como manter cortinas fechadas, desligar equipamentos de som e que emitem luzes e evitar o uso de aromas fortes no ambiente. 

       3. Evite o consumo de cafeína e alimentos pesados 

Bebidas como refrigerantes, cafés, chás e energéticos são verdadeiros inimigos do sono! 

Por possuírem ação estimulante, elas impedem que o corpo relaxe e de prepare para o sono.  

Por isso existe a indicação de que essas bebidas sejam evitadas nas 6h que antecedem o horário de dormir. 

Além disso, alimentos que possuem excesso de gorduras e carboidratos possuem uma dificuldade maior para que sejam digeridos pelo organismo, causando sensações de mal-estar e desconforto, devendo ser evitados nas últimas refeições do dia. 

       4. Fique de olho na sua respiração 

A ansiedade, pensamentos acelerados e dificuldade em relaxar são algumas das queixas mais comuns em pessoas que possuem insônia, e a utilização de técnicas de respiração é fundamental para estimular o relaxamento! 

Uma das mais conhecidas e difundidas é a técnica 4-7-8, que funciona da seguinte maneira: 

1º: Inspirar pelo nariz durante 4 segundos; 

2º: Segurar a respiração durante 7 segundos; 

3º: Expirar pela boca durante 8 segundos. 

Essa técnica estimula o descanso e estimula a desaceleração dos batimentos cardíacos, fazendo com que o cérebro entenda que é o momento de relaxar. 

       5. Evite o uso de telas antes de dormir 

É recomendado que seja evitado o uso de celulares, computadores e televisores cerca de 30 min. antes de dormir. 

Esses equipamentos fazem com que o nosso cérebro se mantenha ativo e realizando o processamento acelerado de informações. Assim, o processo de relaxamento não é realizado com facilidade e o sono é prejudicado. 

Uma alternativa de entretenimento e descanso é a implantação do hábito da leitura antes de dormir, sendo indicada a busca de temas leves e que proporcionem tranquilidade. 

       6. Pratique exercícios físicos 

A prática regular de exercícios físicos estimula o gasto de energia e promove o relaxamento muscular, elementos essenciais para a maior qualidade do sono durante a noite. 

Além disso, durante os exercícios o corpo realiza a produção de endorfina e serotonina, substâncias responsáveis pela diminuição da ansiedade e promoção da sensação de prazer, gerando maior tranquilidade e relaxamento para o corpo ao final do dia. 

Identificar e mudar os hábitos que podem interferir no sono é fundamental para a promoção da saúde! 

Para saber mais informações sobre como melhorar a qualidade de vida, acompanhe a página da Univida no Instagram!