Alimentação saudável é a chave da longevidade

alimentação saudável alimentação saudável

Não há muito segredo para alcançar a longevidade, apesar de ter um pouco de genética, a maior responsabilidade fica nos hábitos saudáveis, principalmente manter uma alimentação balanceada e uma rotina de exercícios.  

Engana-se quem pensa que criar o hábito de uma alimentação saudável deve começar somente quando já está com uma idade avançada, em todas as fases é importante manter um estilo de vida equilibrado.  

Alimentação saudável refletindo em todo o corpo 

Com certeza você já ouviu aquela frase: “você é o que você come” isso porque a qualidade e quantidade dos alimentos que consome interferem diretamente na saúde do seu corpo.  

Os nutrientes dos bons alimentos trazem benefícios ao sistema digestivo e imunológico, melhorando também o processo inflamatório e degenerativo, principais responsáveis pela vitalidade e longevidade.  

A alimentação saudável auxilia na energia do corpo, principalmente devido ao controle de calorias. E através dos alimentos antioxidantes é possível retardar o envelhecimento, além de melhorar o aspecto da pele e auxiliar na eliminação de toxinas indesejáveis. 

Bons hábitos como herança genética 

A alimentação saudável é a opção mais eficaz para prevenir doenças muito comuns entre os brasileiros, além de diminuir as chances de agravar a situação de quem já convive com essas comorbidades.  

 

Além disso, a alimentação é tão importante que pode “quebrar” heranças genéticas de doenças crônicas (obesidade, diabetes, hipertensão e outras). Pois essa mudança de hábito, gera também alteração no funcionamento dos genes. Ou seja, investir em uma alimentação saudável além de melhorar sua vida e proporcionar longevidade, ainda ajuda na genética das próximas gerações.  

Claro, é sempre importante lembrar que a alimentação é a grande responsável, mas é necessário somar a prática de exercícios, boas noites de sono e cuidado com a saúde mental.  

Como escolher bons alimentos no dia a dia  

  • A primeira opção é escolher alimentos naturais como frutas, verduras e legumes; 
  • Evitar os ultraprocessados que passaram por um grande processamento industrial onde são adicionados outros ingredientes e conservantes. Estão nessa lista: biscoitos recheados, salgadinhos de pacote, cereais açucarados, guloseimas, refrigerantes, suco de caixinha e outros;  
  • Diminuir a quantidade de sal; 
  • Fazer as refeições principais sem trocá-las por lanches; 
  • Carne vermelha e gorduras devem ser consumidas em pequenas porções. Acrescentar peixe e frango nas refeições durante a semana;  
  • Evitar frituras e empanados;  
  • O azeite consumido sem exagero é uma ótima opção para substituir óleos e manteigas.  

Lembre-se: quanto mais colorido o prato, melhor ele é.  

Alimentação saudável e outros hábitos 

Como já falamos, ter uma alimentação saudável é sim grande responsável para melhorar sua qualidade de vida e trazer mais longevidade, principalmente se for em conjunto com a prática de exercícios, boa noite de sono e cuidado com a saúde mental. 

Além dessa mudança de hábitos é muito importante verificar se sua saúde está em dia, realizando visitas periódicas a médicos, fazer check-up e sempre contar com o apoio de um plano familiar que ofereça muitos benefícios para sua saúde, bem-estar e te ajuda a alcançar a longevidade.